MacBook Air ganha processador Ivy Bridge

A troca de processador é suficiente para manter o Air na briga com os ultrabooks?

• 15 de agosto de 2012
Foto: Rafael Evangelista
Avaliação
8.5 /10
6010.00 reais
macbookair132012 macbookair132012 macbookair132012 macbookair132012 macbookair132012

nossa avaliação

prós Configuração acima da média; design funcional e atraente
contras Sem saída HDMI; poucas conexões; duração de bateria;
conclusão A atualização para a família Ivy Bridge mantém o MacBook Air como um forte competidor para os ultrabooks, mas preço elevado pode ser impeditivo

ficha técnica

  • Tela de 13,3”
  • Intel Core i5-3427U 1,8 GHz
  • 4 GB
  • SSD de 256 GB
  • Intel HD Graphics 4.000
  • 1,3 kg
  • Mac OS X Lion 10.7.4
  • 1h39min de bateria
Avaliação do editor Airton Lopes

Desde a sua primeira geração, em 2008, o laptop fininho da apple sempre foi a referência para as máquinas que vieram a ser batizadas de ultrabooks. O modelo 2012 de 13,3 polegadas permanece com o design intocado, mas apresenta a modernização necessária para o MacBook Air continuar puxando a fila da categoria. Ele é o primeiro ultrabook testado pelo INFOlab com processador Ivy Bridge, codinome usado para designar a família de chips Core mais modernos da Intel. O novo motor deu ao MacBook Air vários recordes nas ferramentas de medição de performance. O mais notável foi nas tarefas com gráficos 3D, em que houve rendimento 23% melhor que o do modelo mais próximo. Porém, em testes com o software Battery Eater rodando no Windows, a duração da bateria ficou próxima da metade observada em alguns ultrabooks de 13,3 polegadas. Em seu sistema operacional original, a autonomia do MacBook Air reproduzindo vídeo foi de 4 horas e 39 minutos. O modelo continua sem teclado com layout brasileiro.

Avaliação do editor Cauã Taborda

Com uma carcaça praticamente idêntica à versão anterior, o novo MacBook Air de 13 polegadas pode não parecer tão inovador. De fato, a mudança mais significativa do aparelho é o processador da família Ivy Bridge, como comentado acima, que também inclui a Intel HD Graphics 4.000, resultando em uma melhora substancial nos gráficos, principalmente para os games. Nos testes do INFOlab, os ganhos em processamento não saltam aos olhos, já que o aparelho subiu de 3.669 pontos para 4.344 pontos no PC Mark 7. Mesmo que o ganho de desempenho não pareça muito grande de um modelo para o outro, na comparação com outros ultrabooks, o salto é bastante significativo.

Benchmark PC Mark 7 (em pontos)
Barras maiores indicam melhor desempenho

Apple Macbook Air 13”
4.344

Dell XPS 13
3.842

Apple Macbook Air 13” 2011
3.669

Asus Zenbook UX31E
3.442

HP Folio 13
3.142

Acer Aspire S3
1.545



Benchmark 3DMark06 (em pontos)
Barras maiores indicam melhor desempenho

Apple Macbook Air 13”
5.405

Dell XPS 13
4.376

Apple Macbook Air 13” 2011
4.293

Asus Zenbook UX31E
3.943

HP Folio 13
3.459

Acer Aspire S3
2.994

Samsung Série 9 2011
2.008



Fisicamente, o MacBook Air ganhou um novo conector para o carregador de bateria (mais largo) e um leitor para cartões SD, SDHC e SDXC em uma das laterais. As duas portas USB 3.0 e a conexão Thunderbolt estão presentes. Mesmo sem muitos acessórios compatíveis, a Thunderbolt permanece uma porta chave para o aparelho, já que ela irá suprir a falta de saída HDMI e Ethernet com adaptadores. A webcam, que agora filma em HD (720p) é uma novidade marqueteira e não muito significativa, já que a diferença na qualidade não é tão perceptível.

O aparelho mantém a elegância, as medidas de 32,4 por 1,8 por 22,7 cm e o peso de 1,3 kg. O teclado chiclete ainda não possui teclas no padrão brasileiro, mas ainda oferece digitação confortável e é retroiluminado.

Reviews relacionados

///

Notebooks

XPS 13 renova o design dos ultrabooks

24/05/2012

Máquina da Dell tem desempenho excelente e design distinto

Review completo »
8.3/10
5999.00 reais

Comentários

///
10 Impecável. O produto é perfeito. Não há nada a ser melhorado.
9,0 - 9,9 Ótimo. Qualidade excepcional. É difícil, mas não impossível, aperfeiçoar alguma coisa.
8,0 - 8,9 Muito bom. Satisfaz as necessidades do usuário e é bastante superior à média do mercado.
7,0 - 7,9 Bom. Atende bem às necessidades do usuário, embora tenha alguns pontos fracos.
6,0 - 6,9 Médio. Seus pontos fortes superam as falhas e ele atende à maioria das necessidades.
5,0 - 5,9 Regular. Pode ser uma solução satisfatória para alguns usuários.
4,0 - 4,9 Fraco. Embora possa ser útil em algumas situações, o produto tem problemas substantivos.
3,0 - 3,9 Muito Fraco, As falhas são graves, anulando os eventuais pontos fortes.
2,0 - 2,9 Ruim. Não há atrativos a destacar; só pontos fracos.
1,0 - 1,9 Bomba. O produto é tão ruim que é difícil achar utilidade para ele.
0 - 0,9 Lixo. Você não deve aceitar esse produto nem de graça.

Últimas do gadgets

///