Inspiron 15R tem hardware potente

O visual excêntrico é outra característica do notebook da Dell

• 4 de setembro de 2012
Foto: Cauã Taborda
Avaliação
8.1 /10
3999.00 reais
dell inspiron 15r dell inspiron 15r dell inspiron 15r dell inspiron 15r

nossa avaliação

prós Configuração bem equilibrada; qualidade do som; boa usabilidade
contras Visual chamativo; desempenho do vídeo poderia ser melhor; preço
conclusão É uma boa compra para quem precisa de configurações avançadas para suas tarefas.

ficha técnica

  • Processador Intel Core i7 3612QM de 2,1 GHz
  • Memória RAM de 8 GB DDR3 1600
  • Espaço de armazenamento: 32GB SSD e 1 TB 5400 rpm SATA II
  • 1920 x 1080
  • 15,6”
  • 37,8 x 25,2 x 3,5 cm
  • 2,94 kg
  • Bateria de 1h06min
Avaliação de Giovana Penatti

A Dell faz notebooks para todo tipo de público - o fato de ser possível montar a máquina com as configurações desejadas através do site é uma prova disso. Dessa forma, é possível montar o computador mais adequado à necessidade de um usuário.

Com o 15R, as configurações personalizadas possíveis não são tão amplas, mas, ainda assim, podem agradar tanto quem precisa de um notebook para tarefas mais básicas quanto quem precisa de recursos um pouco mais avançados. Nas configurações pré-estabelecidas, o processador vai de i3 a i7 e entre a segunda e terceira geração da Intel (Sandy Bridge e Ivy Bridge, respectivamente). A RAM pode ser de 6GB ou 8 GB e o espaço de armazenamento de 500 GB, 750 GB ou 1 TB.

Os testes realizados pelo INFOLab foram feitos com o modelo mais avançado, com Intel Core i7 3612QM, chipset Ivy Bridge, 8 GB de memória RAM, SSD de 32GB e um HD de 1 TB SATA II de 5.400 RPM. Com esse hardware, o R15 fica entre os notebooks considerados substitutos de desktop e obtém um ótimo resultado no teste de desempenho geral:

Benchmark PCMark 7 (em pontos)
Barras maiores indicam melhor desempenho

Dell 15R
2.568

HP Envy 17 3D 3095-br
2.503

LG A530 3D
2.427

Samsung RF511-SD3BR
2.204



A parte gráfica fica a cargo de uma Intel HD Graphics 4000 e uma AMD Radeon HD 7730M com 6351 MB de memória (2560 MB dedicados e 3791 MB compartilhados). O desempenho no teste de benchmark foi satisfatório, com pouca diferença para os outros colocados (exceto o HP Envy 17 3D 3095-br, que ficou bem acima da média).

Benchmark 3DMark 06 (em pontos)
Barras maiores indicam melhor desempenho

HP Envy 17 3D 3095-br
11.200

LG A530 3D
9.666

Dell 15R
9.578

Samsung RF511-SD3BR
9.058



O bom desempenho gráfico, além do processador potente, já colocam o notebook como uma boa opção para quem faz uso de muitos recursos. A tela e o som reforçam essa afirmação, especialmente para gamers e para quem trabalha com edição de imagens e de vídeo. O áudio estéreo leva a marca da Skullcandy e tem equalização pelo Dell MAXXAudio. Os alto-falantes ficam abaixo do teclado e a qualidade do som é muito boa, especialmente depois da equalização, quando ganha mais potência e definição. No geral, distorce bem pouco. A tela de 15,6” tem resolução Full HD (1.920 x 1.080) e é fosca, o que evita reflexos no monitor.

A parte visual talvez seja o maior erro da Dell no 15R. Ele é todo de plástico (uma escolha estranha numa época em que a maioria dos notebooks tem tampa de alumínio ou de plásticos mais resistentes) e tem uma textura de colmeia que não combina com a parte externa, além de uma faixa larga prateada. Parece que está do avesso. A mesma textura de colmeia também aparece na parte interna. A moldura da tela é grossa e com os cantos arredondados, dando a impressão de que a tela é pequena demais para o espaço que ela poderia ocupar.

A mesma sensação se repete com o teclado: o espaço ao redor dele é muito grande, especialmente a parte inferior, devido ao touchpad amplo (9,9 por 7,1 centímetros) – o que é um ponto positivo – e que reconhece múltiplos toques. Outro ponto positivo é o teclado iluminado e confortável, com teclas espaçadas, de cantos arredondados e num plano rebaixado, o que facilita a digitação e a deixa confortável. Ele segue o padrão ABNT-2.

Há também três teclas de atalhos que podem ser úteis. Uma delas abre o Windows Mobility Center, a partir do qual é possível alterar controles e configurações da máquina; outra muda o perfil de equalização entre jogos, música, filme e voz e a terceira pode ser personalizada com uma ação escolhida pelo usuário.

Quanto às conexões, nada que fuja ao comum para a categoria: quatro USB 3.0 (o que, na verdade, é um diferencial, já que os concorrentes têm as entradas desse tipo dividias com 2.0), leitor de SD, MMC, MS e MS Pro, HDMI e D-Sub

As dimensões fazem com que ele não seja ideal para levar por aí, mas, se necessário, não é tão desconfortável. Seus três quilos também não fazem com que carregá-lo seja impossível. Nenhuma dessas características foge do comum para a categoria. Por serem substitutos de desktop, uma das peculiaridades é a preferência do usuário por deixá-lo em casa.

A bateria ficou dentro da média (assim como no teste do benchmark 3DMark 06, o notebook da HP obteve um desempenho muito acima nesse quesito):

Duração da bateria em uso intenso
Barras maiores indicam melhor desempenho

HP Envy 17 3D 3095-br
1h39min

Samsung RF511-SD3BR
1h10min

Dell 15R
1h06min

LG A530 3D
52min



A conclusão final sobre o 15R testado no INFOLab é que se trata de uma máquina com uma configuração bem equilibrada e potente, mas que poderia ter o desempenho um pouco melhor pelo preço de 3.999 reais.

Reviews relacionados

///

Notebooks

Z330 é compacto e extremamente leve

27/08/2012

Design elegante é o principal no notebook, mas o hardware não vai tão bem

Review completo »
8.1/10
4399.00 reais

Comentários

///
10 Impecável. O produto é perfeito. Não há nada a ser melhorado.
9,0 - 9,9 Ótimo. Qualidade excepcional. É difícil, mas não impossível, aperfeiçoar alguma coisa.
8,0 - 8,9 Muito bom. Satisfaz as necessidades do usuário e é bastante superior à média do mercado.
7,0 - 7,9 Bom. Atende bem às necessidades do usuário, embora tenha alguns pontos fracos.
6,0 - 6,9 Médio. Seus pontos fortes superam as falhas e ele atende à maioria das necessidades.
5,0 - 5,9 Regular. Pode ser uma solução satisfatória para alguns usuários.
4,0 - 4,9 Fraco. Embora possa ser útil em algumas situações, o produto tem problemas substantivos.
3,0 - 3,9 Muito Fraco, As falhas são graves, anulando os eventuais pontos fortes.
2,0 - 2,9 Ruim. Não há atrativos a destacar; só pontos fracos.
1,0 - 1,9 Bomba. O produto é tão ruim que é difícil achar utilidade para ele.
0 - 0,9 Lixo. Você não deve aceitar esse produto nem de graça.