Coolpix L120 é a superzoom básica

Câmera da Nikon é simples e tem boa qualidade de imagem

• 4 de outubro de 2011
Foto: Rafael Evangelista
Avaliação
7.5 /10
863.00 reais
coolpixl120 coolpixl120 coolpixl120 coolpixl120

nossa avaliação

prós Fácil de usar; estabilização de imagem boa; LCD com boa qualidade;
contras Aberração cromática bastante perceptível; gama dinâmica baixa; não gera RAW; ajustes muito limitados;
conclusão A Coolpix L120 é simples até para o padrão das superzoom, mas oferece boa qualidade de imagem sem complicações;

ficha técnica

  • 14,1 MP
  • Zoom de 21x (25 a 525 mm)
  • Filmagem em 720p
  • LCD de 3"
  • 473 g
Você sabe o que é ISO, CCD, FPS, CMOS, AFS, AFC, RAW, EV, 1/6000? Se sua resposta é não, a Nikon Coolpix L120 pode ser uma boa escolha para você. Ela une o visual e as lentes de uma câmera para usuários avançados com a facilidade de uso de um modelo para iniciantes. A Nikon praticamente não permite nenhum ajuste manual para abertura das lentes, velocidade de disparo e outros recursos básicos. Tudo é feito em modo automático já programado. Isso pode parecer um pesadelo para os mais experientes, mas para quem quer apenas se divertir com a qualidade das fotos de 14,1 MP e o poderoso zoom óptico de 21x é uma ótima pedida. Olhos menos atentos também não perceberão que, dependendo do ambiente, a câmera "estoura cores". Em fotos tiradas pelo INFOlab, a Coolpix L120 puxou para o ciano numa cena em que as bordas das folhas de uma árvore se contrapunham ao céu. Quando ocorrem falhas desse tipo, raras nas máquinas profissionais, a simplicidade da câmera passa um pouco do limite.

Por toda sua amplitude de ISO, que vai desde 80 até 6400, a Coolpix 120L fica mais a vontade na faixa que vai do ISO 200 para baixo. A granulação se torna perceptível a partir do ISO 400 e a qualidade de imagem decai rapidamente do ISO 800 para cima. Isso não significa que essa máquina é inútil em ambientes pouco iluminados, mas esse definitivamente não é o forte dela. Com efeito, no modo de alta sensibilidade, entre o ISO 3200 e o ISO 6400, até mesmo a resolução da foto é reduzida de 14,1 MP para 3 MP. Desse modo, a não ser que algo extraordinário aconteça perto de você na calada da noite, é melhor deixar a sensibilidade do sensor em níveis baixos.




Além da já citada aberração cromática ciano, a câmera pena para reproduzir cenas com extensa gama dinâmica. Em outras palavras, a Coolpix L120 tem dificuldade em reproduzir ambientes que combinem áreas iluminadas e sombrias. Esse problema aparece até mesmo em imagens onde o contraste não é grande. De modo geral, no entanto, a fotos são nítidas e transmitem bem a vivacidade das cores. Ela também conta com um bom estabilizador óptico, que facilita o uso do zoom.

Considerando que a distorção geométrica das imagens é quase imperceptível, essa máquina possui uma distância focal ampla, que varia de 25 a 525 mm. Isso significa que é possível tirar focar em objetos distantes sem grandes perdas de detalhe. As incontornáveis fotos que reúnem toda a família também não vão exigir tantos passos para trás do fotógrafo que utilizar a Coolpix 120L. Voltando à questão das distorções, há um ligeiro efeito barril (imagens arredondadas) na faixa da grande angular que se transforma em efeito travesseiro (imagens contraídas) conforme a distância focal aumenta.



O desempenho da Coolpix 120L nas filmagens não é tão brilhante, mas quebra o galho. Ela tem duas opções de resolução: 1280x720 (HD) e 640x480, ambos a 30 fps. Ela também grava áudio estéreo, novamente nada extraordinário, apenas o suficiente para fazer vídeos caseiros. Enquanto as fotos são salvas em JPEG, os filmes são armazenados em MOV. Para gravar esses dados, é possível utilizar a pequena memória interna de 102 MB ou um cartão nos formatos SD, SDHC e SDXC. Como essa é uma câmera muito simples, a ausência de suporte ao formato de arquivo RAW era até esperada, mas essa não deixa de ser uma omissão considerável.

Para não deixar você ser pego desprevenido, a Coolpix 120L possui um tempo de boot bem baixo. Do momento que o botão de ligar é pressionado até a máquina estar pronta para tirar uma foto passam-se apenas 1,39 segundo. Contudo, ela leva outros 1,32 segundo para efetivamente tirar a foto, um tempo acima da média que pode levar a resultados desastrosos se você estiver tentando captar um objeto em movimento. Essa limitação é agravada pelo longo intervalo entre os disparos, de 1,27 segundo.

Reviews relacionados

///

Câmeras digitais

SX30 IS tem zoom potente e boa gravação

22/06/2011

Modelo da Canon tem ótimo estabilizador de imagem, mas imagens são medianas

Review completo »
8.0/10
1493.00 reais

Câmeras digitais

FinePix S3300 capricha no zoom

02/09/2011

Superzoom da Fuji conta com boa qualidade de imagem

Review completo »
7.8/10
899.00 reais

Comentários

///
10 Impecável. O produto é perfeito. Não há nada a ser melhorado.
9,0 - 9,9 Ótimo. Qualidade excepcional. É difícil, mas não impossível, aperfeiçoar alguma coisa.
8,0 - 8,9 Muito bom. Satisfaz as necessidades do usuário e é bastante superior à média do mercado.
7,0 - 7,9 Bom. Atende bem às necessidades do usuário, embora tenha alguns pontos fracos.
6,0 - 6,9 Médio. Seus pontos fortes superam as falhas e ele atende à maioria das necessidades.
5,0 - 5,9 Regular. Pode ser uma solução satisfatória para alguns usuários.
4,0 - 4,9 Fraco. Embora possa ser útil em algumas situações, o produto tem problemas substantivos.
3,0 - 3,9 Muito Fraco, As falhas são graves, anulando os eventuais pontos fortes.
2,0 - 2,9 Ruim. Não há atrativos a destacar; só pontos fracos.
1,0 - 1,9 Bomba. O produto é tão ruim que é difícil achar utilidade para ele.
0 - 0,9 Lixo. Você não deve aceitar esse produto nem de graça.