Desmatamento na Amazônia diminuiu 48%

Por Agência Brasil
• quarta, 01 de setembro de 2010

BRASÍLIA – O desmatamento na Amazônia diminuiu 48% entre agosto de 2009 e julho de 2010, conforme levantamento divulgado ontem pelo Ministério do Meio Ambiente.

Os dados são do Sistema de Detecção de Desmatamento em Tempo Real (Deter), do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).

O balanço mostra que foram desmatados 2.293,61 quilômetros quadrados (km2) na Amazônia, quando, no período entre agosto de 2008 e julho de 2009, o total desmatado foi de 4.372,79 km2. A expectativa é de que o desmate diminua ainda mais até o fim do ano, de acordo com a ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira.

“Nós estamos otimistas, porque o Deter nos sinaliza essa redução em relação ao ano passado, que já havia sido o menor ano [em desmatamento], com dado bastante específico, de quase 50% de redução, o que sugere que nós poderemos ter um número [de redução] também expressivo no fim do ano”, disse.

A ministra afirmou que o levantamento atual apresenta maior solidez do que o do ano passado, pois foi feito num período com menor incidência de nuvens, o que permite um registro melhor das imagens da Terra pelo satélite. Ela disse ainda que o ministério está tentando identificar as causas do que está ocorrendo no estado do Amazonas, onde houve um crescimento do desmatamento em relação a 2009, de 8%. Segundo Izabella Teixeira, os municípios de Lábrea e Apuí são os principais responsáveis pelo aumento da área desmatada no estado.

O Deter é um levantamento feito mensalmente pelo Inpe sobre desmatamento na Amazônia, desde maio de 2004, com dados dos satélites Terra/Aqua e Cbers. O programa foi desenvolvido como um sistema de alerta para dar suporte à fiscalização e ao controle do desmatamento. O sistema mapeia tanto áreas de corte raso, como áreas em processo de desmatamento por degradação florestal.

O resultado do Deter no período 2009/2010 é o menor desde o início da operação do sistema, quando foi registrado um total de 12.310 km2 de área desmatada no país. Nos anos seguintes, o Deter registrou queda, com os seguintes números: 10.937 km2, em 2005/2006; 4.972 km2, em 2006/2007; 8.139 km2, em 2007/2008; 4.373 km2, em 2008/2009; e 2.294 km2, em 2009/2010.

Comentários

///