Cientistas descobrem água subterrânea no Saara

Por Vanessa Daraya, de INFO Online
• quinta, 26 de abril de 2012
Wikimedia Commons

São Paulo - Cientistas do Centro Britânico de Pesquisas Geológicas e da Universidade de Londres descobriram aquíferos (água subterrânea) no deserto do Saara e em outras áreas consideradas as mais secas da África.

A novidade pode ajudar a amenizar a escassez de água no continente. Além disso, para os pesquisadores, a água encontrada pode fornecer uma proteção contra os efeitos das mudanças climáticas para os próximos anos.

Os pesquisadores envolvidos no projeto fizeram um mapeamento de todas as águas subterrâneas do continente africano. Foi assim que eles concluíram que os países do norte, como Líbia, Argélia, Egito e Sudão são os que mais armazenam água.

No total, a estimativa é de que existam cerca de 0,66 milhão de quilômetros cúbicos de água nesses locais. Essa quantidade é 100 vezes maior do que a água encontrada na superfície. Porém, os cientistas alertaram que nem todas as reservas de água subterrânea estão em lugares de fácil acesso.

Esses aquíferos estão em uma profundidade superior a cem metros. Por isso, essas águas não podem ser bombeadas manualmente. É preciso ter equipamentos mais sofisticados e caros.

Para completar, o processo também depende do fluxo de água do aquífero para ser extraída. Portanto, é preciso criar uma alternativa para o desenvolvimento de estratégias a fim de conseguir alcançar essas águas.

Antes disso, ainda é preciso que os pesquisadores consigam detalhar os locais em que seria viável fazer a perfuração. Diante desse cenário, os cientistas alertaram que apesar da descoberta ser uma boa notícia para o continente, as águas estão em um difícil acesso em curto prazo.

Hoje, existem 300 milhões de africanos sem acesso à água potável. Para piorar esse quadro, apenas 5% das terras que poderiam ser destinadas à agricultura estão em condições de passar pelo processo de irrigação.
 

Comentários

///