Ladrão rouba iPhone rastreado via GPS

Por Célio Yano, de EXAME.com
• quinta, 22 de julho de 2010
Getty Images

SÃO PAULO - Horatio Toure, 31 anos, já é chamado de "o ladrão mais azarado de São Francisco", cidade dos nos Estados Unidos.

O rapaz, de 31 anos, decidiu roubar o iPhone de uma mulher na tarde da última segunda-feira (19). O que ele não sabia era que o aparelho que tomou da vítima era usado por uma empresa para a demonstração de um aplicativo de localização em tempo real via GPS.

Acompanhe as notícias da INFO em tempo real pelo Twitter

Se o bandido tivesse dado uma olhada na tela, teria visto ele mesmo se deslocando sobre um mapa de São Francisco, explica o jornal San Francisco Chronicle. Toure acabou preso depois de dez minutos e a cerca de 800 metros do local do roubo, sob a acusação de suspeita de roubo e posse de objeto roubado.

"Isso me lembra o ladrão de banco que chega durante um teste de segurança", disse o proprietário do iPhone, David Kahn, executivo-chefe da Covia Labs, em Mountain View. Segundo o San Francisco Chronicle, ele estava na cidade para demonstrar um produto chamado Alert & Respond para a equipe de relações públicas da empresa.

O aplicativo é destinado a policiais e militares, já que permite o monitoramento em tempo real da localização de oficiais além de outras pessoas. Na segunda-feira, Kahn pediu para Jordan Sturm, sua assistente, que fosse a rua caminhar com o iPhone para que ele pudesse rastreá-la pelo laptop.

Após o roubo, a companhia avisou a polícia e passou as coordenadas do aparelho para os policiais. "Quais as chances de você roubar um celular durante a demonstração da capacidade de se rastrear o aparelho em tempo real?", disse Kahn. "Foi o que o azarado ladrão fez".

Comentários

///
+Comentadas
+Lidas
Últimas