Google Glass não terá apps de reconhecimento facial

Por Talita Abrantes, de EXAME.com
• sábado, 01 de junho de 2013
Reprodução/Exame.com
Os óculos Google Glass exibem informações, vídeos e fotos vindos do smartphone, além de filmar e entender comandos de voz

São Paulo – Em comunicado divulgado no final da noite de ontem, o Google afirma que, por enquanto, não irá permitir aplicativos de reconhecimento facial no Google Glass. Esta parece ser a primeira tentativa da empresa de inibir prováveis violações à privacidade alheia com o produto, uma das principais críticas à nova tecnologia.

“Como o Google tem dito há muitos anos, não iremos adicionar recursos de reconhecimento facial aos nossos produtos sem ter fortes proteções à privacidade. Com isso não aprovaremos nenhum reconhecimento facial ao Glassware neste momento”, afirma a empresa no comunicado.

De acordo com o site AllThingsD, a empresa teria dito a desenvolvedores que não seria permitido desabilitar a tela dos óculos do Google ao usar a câmera. A medida seria também uma tentativa de evitar que os usuários tirassem fotos ou filmassem pessoas e locais sem serem notados.

Recentemente, uma equipe de programadores criaram um aplicativo para Google Glass para hospitais. O MedRef, como foi batizado, usa tecnologia de reconhecimento facial para que médicos e enfermeiras, ao ver um paciente, pudessem visualizar e interagir com o registro da pessoa. O app que já estava disponível para os (até agora) poucos usuários, provavelmente, ser barrado pelo Google.

Com uma câmera de 5 MP, capacidade para fazer vídeos em 720p e armazenamento de 16 GB, o Google Glass já está disponível para um número restrito de usuários pelo preço de 1,5 mil dólares. A expectativa é de que, até 2018, 21 milhões de unidades sejam vendidas.

Confira a tradução do comunicado na íntegra:

“Quando começamos o programa ‘Explorer’, aproximadamente há um ano, nosso objetivo era simples: queríamos fazer com que as pessoas fossem ativos participantes da formação desta tecnologia antes do lançamento para os consumidores em geral. Nós ouvimos vocês de perto e muitos expressaram interesse e preocupação com as possibilidades do reconhecimento facial no Glass.

Como o Google tem dito há muitos anos, não iremos adicionar recursos de reconhecimento facial aos nossos produtos sem ter fortes proteções à privacidade. Com isso não aprovaremos nenhum reconhecimento facial ao Glassware neste momento.

Nós aprendemos muito com vocês em poucas semanas e continuaremos a aprender mais enquanto atualizarmos o programa e desenvolvermos nossas políticas nas próximas semanas e meses”.

Comentários

///