Conheça a impressora 3D popular

Por Maurício Moraes, da INFO
• terça, 03 de julho de 2012

São Paulo - As tecnologias de impressão 3D surgiram há mais de 25 anos, mas só agora começaram a ficar acessíveis. Graças a um modelo criado recentemente, a RepRap, os preços têm despencado, inclusive no Brasil.

O inventor Charles Hull patenteou, em 1986, uma das primeiras tecnologias que permitiam a impressão 3D. A partir daí, apenas dispositivos caros foram produzidos industrialmente, geralmente voltados para grandes empresas que precisavam criar protótipos com facilidade. Com isso, a impressão 3D permaneceu por mais de duas décadas como algo proibitivo para se ter em casa. 

Em 2004, no entanto, Adrian Bowyer, professor da Universidade de Bath, no Reino Unido, teve a ideia de criar um modelo mais barato, capaz de imprimir parte das próprias peças. As patentes começaram a expirar e isso tornou o projeto possível. Surgia a RepRap, uma impressora 3D que pode ser montada por qualquer pessoa com um pouco de paciência e de conhecimento técnico. A iniciativa começou em 2005 e a primeira versão saiu em 2008.

Conheça, a seguir, os quatro principais designs de RepRap, que adotam nomes de biólogos famosos:

Darwin - A primeira RepRap homenageia o naturalista britânico Charles Darwin (1809-1882) e fez sucesso como conceito, mas ainda era bem complicada de montar.

Mendel - Na segunda versão, de 2009, o formato mudou de um cubo para um prisma triangular. O nome é uma referência ao pai da genética, o monge Gregor Mendel (1822-1884).

Prusa Mendel - É o modelo mais montado atualmente. Trata-se de uma versão simplificada da Mendel feita em 2010 por Josef Prusa, um estudante checo de 20 anos.

Huxley - A versão, de 2010, é uma Mendel menor. Presta homenagem a Thomas Henry Huxley (1825-1895), um dos principais divulgadores da teoria da evolução de Darwin.

Comentários

///