Qual é o melhor antivírus grátis?

Por Fabiano Candido, de INFO Online
• quarta, 02 de junho de 2010

SÃO PAULO – Os principais antivírus grátis do mercado ganharam, nos últimos meses, importantes atualizações.

Elas resultaram em várias mudanças nos sistemas de varredura contra vírus e no recurso de proteção em tempo real desses programas. As mudanças, para o bem ou para o mal, também incluíram a adoção de novas tecnologias, recursos e até a reformulação total da interface – caso emblemático do Avast, com o visual totalmente remodelado.

Com as novidades, claro, os internautas perguntaram para a INFO: qual é o melhor antivírus da nova geração? E o INFOLAB resolveu responder a questão. 

Colocamos no laboratório os cinco antivírus mais baixados do Downloads INFOAVG 9 Free, Avast 5 Free, BitDefender Free 2010, Microsoft Security Essentials  e Avira AntiVir Free 10 – para competir contra um pacotão com cerca de 3.200 malware.  

Os resultados estão a seguir. Mas, antes, algumas considerações importantes: 

- o teste é uma fotografia e ele retrata o momento dos cinco antivírus. Portanto, o melhor antivírus, num dia, pode pegar todos os tipos de vírus. No outro, o que ficou com o pior desempenho pode ser a melhor proteção contra algum malware específico. O que isso significa? Um antivírus bom não pode ser medido apenas pelo nível de detecção, mas também pelo os recursos extras e o desempenho. Por isso, esses dois tipos de dados foram levados em consideração na avaliação dos produtos.  

- todos os antivírus foram testados em um Windows 7 Ultimate 64 bits totalmente atualizado. O PC tem as seguintes configurações: Intel Core Quad Q6600 2,4 GHz, 4 GB DDR3 1333 MHz, 1 HD 250GB 7200 rpm. 

- todos os programas tinham as atualizações – definições contra vírus - mais recentes disponibilizadas pelos fabricantes.

- os programas passaram pelos testes da EICAR e da SpyCar. O primeiro é um conjunto de testes contra malware. O segundo aplica uma série de testes para avaliar o desempenho do navegador contra os spyware. Em ambos os testes, os antivírus tinham de detectar o malware no momento do download.

- os antivírus enfrentaram 50 URLs do site Phishtank. Os endereços maliciosos foram carregados no Internet Explorer 8. E o navegador estava com o filtro de segurança desabilitado. E todos eles foram atualizados no mesmo dia e horário.

Veja o resultado do teste nas próximas páginas:

tags

///

Comentários

///