Brasil sabia sobre espionagem dos EUA desde 2001, diz jornal

• quinta, 11 de julho de 2013 - 10h37
Reprodução
espionagem

São Paulo - O Brasil tem conhecimento sobre o sistema de espionagem dos Estados Unidos desde 2001, segundo informações do jornal Folha de S. Paulo. 

Em duas ocasiões, em 2001 e em 2008, o governo brasileiro sinalizou ter conhecimento sobre um sistema de coleta de informações dos Estados Unidos, que obteve acesso às comunicações eletrônicas de todo o mundo.

Em 2001, durante depoimento à Câmara dos Deputados, o ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI) da Presidência do governo FHC, general Alberto Cardoso, afirmou aos parlamentares que os Estados Unidos desenvolveram um projeto chamado “Echelon” em parceria com Reino Unido, Irlanda, Austrália, Canadá e Alemanha para interceptar comunicações por e-mail, voz e fac-símile. 

De acordo com o general, as informações constavam em um relatório do Parlamento Europeu de 2001 e que também citava a participação da França, Itália e Rússia no projeto de espionagem. O sistema “Echelon” também era controlado pela NSA, agência de segurança americana que foi denunciada pelo ex-técnico da CIA, Edward Snowden.

Já em 2008, durante o governo de Lula, o engenheiro eletrônico Otávio Carlos Cunha da Silva, então diretor do Centro de Pesquisa e Desenvolvimento para Segurança das Informações (Cepesc), prestou depoimento ao Congresso Nacional e afirmou que o sistema “Echelon” interceptou todas as comunicações no país e confirmou a existência de um “Echelon americano, Echelon europeu...”. 

Segundo Silva, toda comunicação de satélites, links de micro-ondas e torres poderiam ser interceptadas. O engenheiro explicou que o GSI estudou o sistema “Echelon” e identificou que o equipamento envolvia uma rede com seis países e supercomputadores para capturar dados.

Últimas notícias de Extras

///

Comentários

///
+Comentadas
+Lidas
Últimas