Dilma defende produção de tablet popular

Por Rogerio Jovaneli, de INFO Online
• terça, 04 de janeiro de 2011
Reuters
Governo pode ajudar as empresas nacionais com incentivos fiscais por meio da classificação de tablets como PCs

SÃO PAULO – A recém-empossada presidente Dilma Rousseff quer que a nova classe média brasileira tenha acesso aos computadores tablets, como o iPad, da Apple.

Segundo reportagem da Agência Estado, o novo ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, foi orientado por Dilma a massificar o acesso à web e, entre as principais medidas, estariam incentivos fiscais para que empresas brasileiras do setor a produzirem as pranchetas eletrônicas a preços populares, algo entre R$ 400 e R$ 500.

Dilma promete ProUni também para ensino técnico

A Folha de S.Paulo de hoje revela que esse incentivo aos tablets poderia vir por meio da classificação desses produtos como PCs.

Dessa forma, diz o jornal, as empresas poderiam beneficiar-se da chamada Lei do Bem (nº 11.196/2005), que trata de incentivos fiscais à pesquisa tecnológica e ao desenvolvimento de inovação tecnológica, prevendo a redução de tributos como PIS e Cofins.

Comentários

///

Ações high tech

///
Altas
Baixas
Volume
Preço x Volume
  Código Preço Oscilação (%)  
1 TOTS3 34.54 0.99
2 NETC4 31.40 0.61
3 CTAX4 3.49 5.44
4 TELB3 3.96 2.33
5 TELB4 2.58 3.61
6 MLFT4 1.51 0.67
7 TEFC1 0.00 0.00
8 TMAR3 0.00 0.00
9 TNLP1 0.00 0.00
10 TMAR6 0.00 0.00
Ver todos »