Saiba como funciona o bitcoin

Por , da INFO
• sexta, 05 de julho de 2013 - 20h35
bitcoin

São Paulo - Uma distância de 55 passos separa o prédio onde mora Thiago Martins de uma casa de câmbio que negocia dólares e euros, no centro de SãoPaulo. Mas o analista de sistemas de 33 anos não tem interesse em trocar real por essas moedas. Sua obsessão é o bitcoin, um tipo de dinheiro digital produzido por milhares de computadores espalhados pelo planeta, a um ritmo aproximado de 25 unidades a cada dez minutos. Como um corretor de ações, Martins passa horas de olho em dois monitores, comprando e vendendo a moeda virtual ou negociando com outros entusiastas.

Nem sempre dá certo. Martins investiu boa parte de seus bitcoins em um fundo que não era regulado por nenhum banco ou autoridade monetária, que prometia juros de até 12% ao mês. Tudo parecia bem até que, no fim de março, uma falha no software do fundo teria permitido que criminosos virtuais roubassem tudo.

Alguns dias depois, o valor da moeda bateu em 266 dólares. Martins perdeu pouco mais de 1 milhão de reais, o equivalente a 2,1 mil bitcoins desaparecidos. O responsável pelo fundo prometeu devolver a quantia em dinheiro tradicional, com a cotação do dia do incidente. Se isso acontecer, Martins receberá 378 mil reais e provavelmente converterá tudo em bitcoins novamente.“Até o fim do ano, ganho outro milhão”, afirma Martins.

Engana-se quem imagina que o bitcoin está restrito a um nicho formado por programadores e entusiastas de tecnologia. A moeda vem ganhando popularidade e começou a chamar a atenção de grandes investidores. Entre os que acreditam no seu potencial estão os gêmeos Tyler e Cameron Winklevoss, que ficaram famosos ao processar Mark Zuckerberg, acusando-o de plagiar sua ideia para criar o Facebook. Os irmãos teriam uma quantia de bitcoins equivalente a 11 milhões de dólares, segundo o jornal The New York Times. Para garantir que não serão roubados, eles guardam as chaves de segurança em pen drives depositados em cofres de três bancos.

Apesar do risco, nenhum prejuízo tira o ânimo de Thiago Martins, que é também um dos principais defensores da moeda digital no Brasil. Ele descobriu o bitcoin em junho de 2011, lendo um artigo sobre o WikiLeaks. A organização começou a aceitar doações na moeda virtual quando teve as contas bloqueadas. Outra reportagem mostrava que esse seria o dinheiro do futuro. “Não concordo com o sistema em que vivemos. A Casa da Moeda imprime dinheiro como fazem os americanos, que jogam dólares na economia e aumentam o teto da dívida. Sinto que isso está errado. O bitcoin não é controlado por nenhum governo ou banco. É um sistema paralelo, extremament avançado e sólido, diz.

Mas, afinal, como está estruturada essa moeda virtual? Como ela funciona? A estrutura do bitcoin está descentralizada em uma vasta rede de computadores mantidos por entusiastas, que produzem novas moedas e também verificam e regis­ tram todas as transações financeiras, que são criptografadas e anônimas.

Últimas notícias de Extras

///

Comentários

///

Ações high tech

///
Altas
Baixas
Volume
Preço x Volume
  Código Preço Oscilação (%)  
1 ITEC3 19.50 8.33
2 BTOW3 38.89 1.78
3 TOTS3 38.97 0.80
4 MLFT4 1.50 7.14
5 CARD3 2.95 2.43
6 TELB4 2.16 1.41
7 IDNT3 1.59 0.63
8 TEFC11 0.00 0.00
9 TEFC1 0.00 0.00
10 TMAR6 0.00 0.00
Ver todos »