10 frases polêmicas da chefe do Facebook

Por Camila Pati, de EXAME.com
• segunda, 11 de março de 2013
Wikipedia Commons

São Paulo – Publicado hoje nos Estados Unidos, o livro da chefe operacional do Facebook, Sheryl Sandberg, está causando um verdadeiro frisson entre intelectuais, feministas e o público em geral. É que Sheryl, em Lean In: Women, Work and the Will to Lead (Alfred A. Knopf), vai a fundo a questões polêmicas acerca da desigualdade de gênero no trabalho.

No livro, que chega às prateleiras brasileiras em abril pela Cia.das Letras (Faça Acontecer - Mulheres, Trabalho e a Vontade de Liderar), Sheryl apresenta estudos e pesquisas que comprovam o abismo de diferença entre as oportunidades de homens e mulheres. Fato que torna a obra uma espécie de novo manifesto feminista, na visão de alguns críticos.

O objetivo, tem dito Sheryl, é encorajar mulheres a tomarem as rédeas de suas vidas profissionais até o último instante de seus expedientes, sem desistirem no meio do caminho até os mais altos cargos na hierarquia corporativa.

De acordo com ela, desde a infância, as meninas são criadas para acreditar que não são capazes de chegarem ao topo e, quando o fazem, recebem rótulos e são enquadradas em estereótipos.

E é contra isso que a número 2 do Facebook está disposta a lutar tanto em seu livro como nos discursos que tem feito a empresários, jornalistas e em programas de televisão, como o “60 minutes”, da CBS, do qual participou ontem.

Comentários

///