Explosão de estrela será vista da Terra

Por Paula Rothman, de INFO Online
• segunda, 29 de agosto de 2011
Oxford University
A supernova, indicada pela seta

São Paulo- Astrônomos descobriram na semana passada uma supernova tão próxima da Terra que, muito provavelmente, será visível com um par de binóculos. 

Na verdade, ela será o evento desse tipo mais brilhante já visto do planeta em 40 anos.

As supernovas são explosões que anunciam a morte de uma estrela. Ao liberar seu material em camadas, elas emitem um forte brilho e dão origem, posteriormente, a grandes formações de material no espaço- as nebulosas.

Localizada a 21 milhões de anos-luz (muito pouco para os padrões astronômicos), a supernova batizada de PTF11kly está em uma galáxia em espiral chamada Pinwheel, ou  M101, na constelação de Ursa Maior.

Ela foi detectada por pesquisadores da Universidade de Oxford, no Reino Unido, e ainda está se tornando mais brilhante. Acredita-se que esta semana, a partir de quarta-feira, ela deve ser visível aqui da Terra. Moradores do hemisfério norte terão grandes chances de observá-la com um binóculo ou pequeno telescópio se se dirigirem a locais pouco iluminados – longe de grandes cidades.

O fato surpreendente é que esta é uma supernova tipo 1a, o mesmo usado pelos astrônomos para medir a expansão do Universo. Observar a expansão de uma supernova permitirá o estudo desses fenômenos em grandes detalhes.

A expectativa é a de que a Nasa possa observá-la com o telescópio Hubble.

Evolução da Supernova

A seta verde indica o local no qual a supernova foi detectada: antes, não havia nada, mas um ponto luminoso surge e começa a crescer.

Leia também

///

tags

///

Comentários

///
+Comentadas
+Lidas
Últimas