Achado mais antigo fóssil de animal

Por Paula Rothman, de INFO Online
• terça, 17 de agosto de 2010
Maloof Lab/Situ Studio
Empresa de design digital que participou do projeto fez esta imagem da pedra com um dos fósseis ressaltado em azul por meio de um software

SÃO PAULO – Cientistas descobrem na Austrália vestígios de esponjas primitivas com 650 milhões de anos – possivelmente o mais antigo fóssil animal já encontrado.

A descoberta teria impacto significativo na paleontologia, já que esta criatura teria surgido antes (e sobrevivido) a uma das mais severas eras do gelo no planeta, que terminou há 635 milhões de anos.

Foi justamente por causa deste período geológico que os pesquisadores Adam Maloof e Catherine Rose, da Universidade Princeton, se deslocaram até a Austrália, onde iriam estudar rochas do final desta era. 

Foi embaixo de um antigo depósito glaciar que a equipe encontrou os novos vestígios. Até então, o fóssil mais antigo conhecido de um animal de corpo duro datava de 550 milhões de anos. Existem ainda fósseis controversos de animais de corpo mole que datam entre 577 milhões e 542 milhões de anos.

As descobertas, publicadas na Nature Geoscience, fornecem as primeiras evidências diretas de que a vida animal existiu antes e, provavelmente, sobreviveu ao período de gelo que cobriu o planeta entre 850 milhões e 635 milhões de anos atrás.

Mas mesmo depois de notar os estranhos padrões nas rochas, os pesquisadores tiveram dificuldades para analisar os fósseis. Em primeiro lugar, porque eles estavam incrustados nas pedras e não poderiam ser removidos; segundo, porque técnicas convencionais de análise, como o raio-X, não se aplicavam.

VEJA MODELO 3D DO FÓSSIL NA PRÓXIMA PÁGINA

Comentários

///