17/01/2014 12h20 - Atualizado em 17/01/2014 17h55

Condenado a morte agoniza por 25 minutos após receber injeção não testada

Getty Images
Injeção

Um homem condenado a morte nos Estados Unidos agonizou durante 25 minutos depois de receber uma injeção letal não testada em humanos. A execução, realizada nesta quinta-feira, em Ohio, foi classificada como um "experimento agonizante e mal sucedido" pelo advogado do condenado.

Dennis McGuire tinha 53 anos e "fez barulhos altos" com a respiração ofegante, segundo reportagem da Associated Press. O advogado do condenado tentou bloquear a execução, afirmando que ela poderia levá-lo a uma morte de "agonia e terror".

McGuire foi condenado à morte por ter estuprado e esfaqueado até a morte Joy Stewart, que estava grávida e recém-casada na época. O crime aconteceu em 1989. A defesa alegava que o assassino tinha funções cerebrais diminuídas.

O novo método foi adotado em outubro do ano passado, depois que a fabricante do coquetel utilizado anteriormente, baseado no Pentobarbital, cortou o fornecimento para execuções.

Comentários

///