segunda-feira, 28 de setembro de 2009 - 16:44

Tsunami do Google Wave chega na quarta-feira

google-wave-estreia-na-quarta-feira

Demorou, mas o maremoto está prestes a começar. O Google Wave será aberto oficialmente na quarta-feira (30) para 100 mil internautas em todo o planeta.

Ninguém sabe ainda qual será o critério adotado pelo Google para distribuir os convites. Pode ser que os desenvolvedores com acesso à ferramenta recebam autorização para chamar os amigos, como ocorreu nos primórdios do Gmail e do orkut. Outra teoria é que a empresa dê uma chance apenas para quem se cadastrou no site do serviço ou participou de algum evento relacionado (veja algumas dicas em um post anterior do blog).

As ondas também estão cercadas por outro mistério. Qual será a cara do Wave que vai estrear nesta semana? Por enquanto, o Google Wave Sandbox, liberado para desenvolvedores, é ao mesmo tempo promissor e incompleto. Muitos dos botões que aparecem na interface não estão implementados ainda. Faltam também funções importantes e básicas, como a possibilidade de excluir uma pessoa de uma wave.

Existe um outro grave problema no sistema de comunicação. Quando a troca de mensagens inclui muitos participantes e toma a forma de chat, fica quase impossível para a pessoa que chegar depois acompanhar todas as intervenções. Pior ainda quando alguém resolve responder a uma mensagem que está no meio da discussão – por mais que seja possível pressionar o botão “play”, quem tem paciência de clicar mais de 200 vezes para ver tudo na ordem correta?

Mesmo com esses empecilhos, há uma multidão desesperada para experimentar a ferramenta. Na semana passada, o Google deu um golpe de mestre para ajudá-las. A criação do Chrome Frame, que roda dentro do Internet Explorer, vai permitir que a maioria dos internautas e empresas use o serviço – até mesmo dentro do odiado IE6.

Engraçado dizer isso, mas, em certo sentido, o Google Wave lembra muito o território inóspito que era a web no seu início. Logo saberemos o real tamanho do tsunami e como os surfistas vão reagir a ele.

Foto: tylerdurden1/Flickr

Atualização (29/09, 14h25): O Google informou quais serão os critérios de distribuição dos 100 mil convites para o Google Wave, em post publicado no blog oficial. Os desenvolvedores que usam o Google Wave Sandbox vão receber acesso ao serviço e alguns convites para redistribuir. Também serão contemplados todos os que estiveram entre os primeiros a fazer cadastro no site http://wave.google.com oferecendo feedback, além de clientes selecionados do Google Apps.

Categorias

Tags

Comentários

///

Fãs

///