sexta-feira, 4 de setembro de 2009 - 19:56

4 atalhos para entrar no Google Wave

Faltam poucas semanas para começar o primeiro teste público do Google Wave, marcado para o dia 30. Já arrumou o seu convite? Eu já tenho o meu.

Foi no fim de julho que o Google me mandou o passaporte de entrada para o serviço, que promete dar uma chacoalhada na web. Não pense que eu tive qualquer tipo de privilégio em relação aos outros internautas. Tive que me empenhar e usei vários dos métodos abaixo para conseguir o meu passe-livre. Não adianta insistir, porque não conto qual foi o que deu certo – nem sob tortura.

Já aviso que nenhuma das dicas abaixo é garantia certa de sucesso. A chance pode ser mínima ou até mesmo nula. Mas é melhor tentar alguma coisa do que ficar sentado, esperando que um raio caia na sua cabeça. Vamos às opções:

1) Peça um convite como desenvolvedor – O Google Wave está ainda em seus primeiros estágios. Por isso mesmo, o pessoal de Mountain View precisa do máximo de ajuda possível para testar o serviço. Eles também estão caçando programadores para desenvolver robôs, gadgets e outras extensões. Preencha os seus dados, diga que está pronto para bugs intermináveis e explique o que pretende criar. Depois, é só esperar, esperar, esperar. Quem sabe não dá certo?

2) Peça um convite como um pobre mortal – Pessoas comuns também vão surfar no Wave. Isso ocorrerá a partir do dia 30 deste mês, quando o Google pretende distribuir 100 mil convites para o público interessado no serviço. Ninguém sabe ainda como isso será feito. Por isso, não custa nada gastar uns minutos preenchendo o formulário para obter informações. Como o Wave ainda tem muitos bugs, prontifique-se a informá-los 24 horas por dia.

3) Inscreva-se em um Google Developer Day – É mamão com açúcar. Todas as pessoas inscritas na edição brasileira do evento – que ocorreu no fim de junho, em São Paulo – ganharam convites para o serviço, até mesmo as que não compareceram. Que tal participar dos próximos encontros? Eles vão ocorrer no início de novembro, em Praga (República Checa) e Moscou (Rússia). Da Svidania!

4) Inscreva-se em um Google Wave Hackaton (ou similar) – Esses eventos não são patrocinados pelo Google, mas reúnem desenvolvedores e, às vezes, engenheiros de Mountain View. Quem sabe se, com o seu nome lá na lista, não há uma chance de sobrar um convite do Wave? Vai que os irmãos Lars e Jens Rasmussen, criadores do serviço, decidem dar uma força?

Categorias

Tags

Comentários

///

Fãs

///
+Comentadas
+Lidas
Últimas