quinta-feira, 10 de junho de 2010 - 11:38

O dia em que o Google virou o Bing

O pessoal do Google acaba de confessar para o planeta Terra que nutre um amor platônico pelo Bing. O buscador está cada vez mais parecido com o da Microsoft.

Quem entra na página do Google hoje se depara com uma bela imagem cobrindo toda a tela, exatamente como no Bing. A diferença é que não há uma coleção de informações interessantes sobre a foto. Mas essa não foi a única mudança que deixou o Google parecido com o rival. Recentemente, seu novo layout trouxe uma barra lateral cheia de ícones e categorias, algo que também tinha sido uma ideia anterior dos desenvolvedores da Microsoft. A alteração criou situações estranhas: quando você busca uma imagem, por exemplo, há a opção de clicar nos menus superior e lateral – uma duplicidade sem sentido.

Outra mudança foi a estreia, nesta quarta-feira (9), do Caffeine, que permitirá ao Google trazer mais informações em tempo real para os resultados. Isso também era um diferencial importante do buscador de Bill Gates quando foi lançado, no ano passado. É curioso como essas inovações foram fagocitadas pelo pessoal de Mountain View, sem o menor pudor. É bom? Então vamos fazer igual. É o mesmo tipo de estratégia que foi usada pela Microsoft para desbancar possíveis ameaças, como o Netscape.

Ainda que o Bing não tenha conseguido crescer e se tornar relevante, sua criação acendeu o alerta vermelho em Mountain View. À medida que ele perde todos os seus diferenciais, suas chances de fazer sucesso diminuem. Resta saber se a turma de Redmond vai deixar isso barato. Confira, abaixo, uma tela do Bing. O Google ficou ou não parecido?

Categorias

Tags

Comentários

///

Fãs

///