terça-feira, 27 de abril de 2010 - 18:46

Os 5 aviões mais rápidos do mundo

Quando foi inventado há cerca de 100 anos por Santos Dumont, o avião 14 Bis era basicamente um punhado de madeira, alumínio e seda empurrado por um motorzinho de 50 cavalos de potência. Todo quadradinho, a primeira aeronave do mundo, no seu ápice, voou uma distância de 200 metros. E não alcançou mais do que 3 metros do chão e 30km/h.

Algumas décadas depois, com a evolução da tecnologia, a receita de Santos Dumont evoluiu nas mãos dos americanos e dos antigos soviéticos. E muito. Os motores, movidos por pistão, foram trocados por turbinas a jato; a estrutura ganhou traços aerodinâmicos agressivos; e os comandos de voo partiram para controles totalmente computadorizados. Resultado: os aviões passaram a ser mais rápidos que a velocidade do som (1224 km/h).

Hoje, dezenas de modelos voam acima da velocidade do som. Mais cinco desses aviões, especificamente, fazem bonito nesse quesito: eles chegam, facilmente, até duas vezes mais rápido que o som. Conheça-os *.

SR-71 Blackbird

Construtor: Lockheed Martin
Velocidade: 4,3 mil km/h

O SR-71 Blackbird não é apenas rápido. É também um avião capaz de voar a uma altura de 28 mil metros ( quase 3 vezes mais que um avião comum) e percorrer uma distância de 4,8 mil quilômetros, ou seja, cruzar o mundo em horas. Por conta dessas características, foi usado para fotografar países inimigos dos EUA, principalmente durante a Guerra Fria com a extinta União Soviética. Hoje, o SR-71 está fora de combate, mas não de uso. A NASA utiliza o avião para realizar pesquisas aeroespaciais. Os pilotos do supersônico, aliás, precisam de trajes pressurizados – e parecidos com os dos astronautas – para pilotá-lo.

MiG-25R Foxbat

Construtor: Mikoyan-Gurevich
Velocidade: 3,5 mil km/h

Desenvolvido na década de 60/70 por engenheiros aeronáuticos da União Soviética, o Foxbat foi construído para interceptar alvos a longo alcance e realizar o reconhecimento de terras inimigas. O curioso é que o avião usava recursos tecnológicos rústicos para a indústria aeronáutica militar da época, como as válvulas termiônicas. Contudo, elas eram mais fáceis de trocar, em caso de avaria de algum componente do Foxbat e, além disso, deixavam o avião imune a ondas eletromagnéticas. Apesar da idade, o avião ainda continua em operação: militares russos, sírios, algerianos e armênios o usam para defender seus espaços aéreos.

MiG-31 Foxhound


Construtor: Mikoyan-Gurevich
Velocidade: 3 mil km/h

Foi um dos primeiros aviões do mundo a contar com controles totalmente eletrônicos. O radar dele, por exemplo, foi um dos primeiros do mundo a auxiliar o piloto em um combate com aviões acima e abaixo da aeronave. Dono de um poderoso conjunto de motores, o Foxhound pode chegar à casa dos 4,8 mil km/h. Mas, por causa do projeto do MiG-31, o piloto não pode acelerar a essa velocidade por causa dos riscos de danificar os motores e derreter componentes da estrutura do avião. O Foxhound é considerado um dos melhores caças para combate em qualquer situação climática. Hoje, ele é utilizado por forças militares da China, Rússia e do Cazaquistão.

F-15 Eagle

Construtor: McDonnell Douglas
Velocidade: 2,6 mil km/h

O F-15 é considerado um dos melhores caças do mundo por causa da sua engenheira e design. Refinado, ele é capaz de manobras consideradas arriscadas com extrema facilidade, como curvas fechadas em alta velocidade. Recheado de recursos eletrônicos, ele foi um dos primeiros aviões com um display transparente na altura dos olhos dos pilotos (HUD). O recurso é usado para mirar e perseguir outros caças.

F-111

Construtor: General Dynamics
Velocidade: 2,6 mil km/h

Para vencer a barreira do som e alcançar a velocidade máxima, esse avião move as asas para trás com o intuito de diminuir a pressão aerodinâmica. Ele foi amplamente usado pelos Estados Unidos para atacar alvos estratégicos e peça de várias guerras das quais o país participou. Hoje, o F-111 é somente usado pelo exército da Austrália, que o aposentará no final desse ano. Os americanos o deixam estacionado no hangar desde 1998.

* A lista não inclui aviões de testes, como o X15, por exemplo, que voou a 7 mil km/h.

Imagens: Wikimedia Commons

Categorias

Tags

Comentários

///

Fãs

///
+Comentadas
+Lidas
Últimas