quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012 - 19:57

Tutorial: como declarar seu IRPF 2012

Se você teve renda superior a R$ 23 mil reais no ano passado, já sabe que precisará declarar seu Imposto de Renda de Pessoa Física por meio de um software que a própria Receita liberou para download. O prazo máximo para o envio da declaração é até 30 de abril.

A gente no Downloads INFO preparou um breve tutorial para tornar mais simples e fácil o preenchimento de sua declaração de imposto de renda.

O primeiro passo para iniciar o preenchimento da declaração é escolher entre a opção “simplificada” e a “completa”. No modo completo de declaração, o titular consegue deduzir valores como gastos com planos de saúde, dentista, despesas com educação e pensão alimentícia.

No entanto, a dedução pode ser feita somente se as despesas somarem até R$13.916,36. Assim, caso o titular tenha R$60 mil reais em rendimentos pode abater, no máximo, R$13,9 mil reais e terá de pagar os impostos referentes à diferença entre esses valores.

É importante lembrar que a Receita pode pedir a comprovação dos valores deduzidos, como notas fiscais de médicos e escolas. Quem não conseguir comprovar os gastos declarados pode acabar multado pela autoridade arrecadatória.

Já no modo simplificado, a Receita automaticamente desconta 20% do valor total dos rendimentos. Assim, caso as despesas do titular ultrapassem o valor-limite do modo completo ou o contribuinte não tenha notas-fiscais para comprovar gastos dedutíveis – como saúde e educação – a melhor opção é a declaração simplificada.

O segundo passo é ter em mãos seus principais documentos pessoais, como número do RG, CPF, título de eleitor e endereço completo. Estes dados, bem como de seus dependentes e cônjuge serão solicitados pelo software. É importante ter à mão todos os documentos que informam seus rendimentos ao longo de 2011, como o extrato de rendimentos oferecido pelo empregador de quem trabalha com carteira assinada ou documentos repassados pelo seu contador, para quem trabalha como autônomo.

Outro dado importante é ter o número do recibo de envio da declaração de IR de 2010. Este código será solicitado ao longo da declaração. Vale lembrar que o preenchimento incorreto de qualquer campo pode fazer sua declaração cair na malha fina para verificação da Receita e atrasar o recebimento de restituição, caso ela exista. Por isso, toda atenção ao fornecer seus dados pessoais.

No software para preenchimento do IRPF 2012, o usuário encontra todas as ferramentas para incluir seus dados pessoais e rendimentos de 2011. Estas ferramentas ficam separadas em nove menus diferentes, sendo cinco dedicados ao preenchimento dos rendimentos  e outros quatro para gerenciar seu arquivo de declaração.

Além disso, o software conta com itens bem úteis, como uma calculadora e uma seção com o resumo dos rendimentos e deduções de despesas.

É na área “Fichas da Declaração” que são preenchidas as informações pessoais do titular e de seus dependentes, bem como os dados cedidos pela empresa em que trabalha e que devem ser inclusos na declaração. É neste mesmo menu que também pode ser importado o arquivo da declaração referente ao ano anterior, para a atualização dos valores com base no ano de 2011.

O menu “Atividade Rural” só deve ser utilizado por contribuintes que exerçam atividades como agricultura, pesca ou pecuária em mais de uma propriedade. Quem trabalha nestes setores e obtém renda de uma única propriedade, pode usar os mesmos formulários que um trabalhador urbano, sem problemas.

No campo “Ganhos de Capital”, o contribuinte pode preencher o formulário manualmente ou importá-los diretamente do site da Secretaria da Receita Federal do Brasil, caso tenha informado lá anteriormente seus dados referentes à posse de bens imóveis, móveis e participações societárias.

No menu “Moeda Estrangeira”, o usuário deve informar as posses declaradas na Receita de dinheiro em espécie ou aplicado em contas fora do Brasil. Quem já mantém estes dados no site da Receita pode simplesmente importa-los para sua declaração, como feito no item “Ganhos de Capital”.

Já a categoria “Renda Variável” deve ser preenchida apenas pelas pessoas físicas que durante o ano de 2011 efetuaram operações na bolsa de valores.

Os demais menus contêm as ferramentas de controle do arquivo da declaração, com opções para salvar, abrir, importar declarações anteriores ou imprimir o arquivo gerado.

Após preencher todos os dados da declaração, o usuário pode conferir se todas as pendências estão completas pelo botão “Verificar Pendências”. Se algum campo obrigatório ficou em branco por engano, o software alertará o usuário.

Depois de tudo preenchido, é possível salvar a declaração e checar se todos os dados estão preenchidos corretamente. Neste momento, a declaração ainda está na máquina do usuário e poder ser alterada livremente, quantas vezes for preciso.

Quando você estiver certo de que a declaração está perfeita, então precisará baixar outro software, o Receita Net, para enviar o documento de forma segura ao órgão arrecadador.

Se você notar algum erro ou incorreção mesmo após o envio da declaração, é possível corrigi-la, por meio do envio de uma nova declaração, desta vez com o aviso de “retificação de declaração”.

Feito tudo isto, você está em dia com a Receita. Os programas IRPF 2012 e Receitanet 2012 podem ser baixados pelo Downloads INFO. Outras dúvidas sobre o programa e o preenchimento da declaração podem ser esclarecidas pelo próprio portal da Receita Federal, na seção de Perguntas e Respostas.

Baixe o programa IRPF 2012 pelo Downloads INFO.

Baixe o Receitanet 2012 pelo Downloads INFO.

Categorias

Tags

Comentários

///